12
dez

Prefeito de Antonina do Norte é afastado pela Justiça por supostas fraudes em licitações

Foram apreendidos R$ 263 mil em espécie no quarto do prefeito.

O prefeito de Antonina do Norte, Evandro Arrais, foi afastado do cargo pelos próximos 180 dias. Ele é alvo de uma investigação contra organização criminosa que promovia fraudes em licitações. De acordo com o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), Arrais é apontado como suposto chefe do grupo.

Afastamento da função pública foi decisão da Justiça a partir de ação da Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (Procap).

Além de ser afastado, Evandro Arrais está proibido de ter acesso às repartições públicas do Município. A determinação é para evitar alteração de provas. Ainda conforme o MPCE, uma das licitações fraudadas é relacionada à empresa Flap Empreendimentos, cque teria sido contratada irregularmente desde 2017 para serviços de limpeza pública. Foram apreendidos R$ 263 mil em espécie encontrados no quarto do prefeito.

Foi constatado na investigação que há vínculos entre os investigados, o que o MPCE chama de “continuidade delitiva”. A decisão da Justiça é do último dia 21. Além do prefeito, o presidente da Câmara Municipal de Antonina do Norte foi notificado da decisão de afastamento. O vice-prefeito do Município deve tomar posse.

“Além do prefeito, foram apontados como parte da organização criminosa Antônio Geová Alves, ordenador de despesas do Município, Newton Bento da Silva, Michelle Aparecida dos Santos Cordeiro, Hevelli Mabel da Silva Bento, além de outras pessoas ainda não identificadas. A investigação permanece em sigilo”, conclui o MPCE em nota.

O POVO não conseguiu contatar a empresa citada pelo MPCE. Também não houve sucesso nas tentativas de contatar a Prefeitura e a Câmara Municipal de Antonina do Norte.